segunda-feira, 19 de julho de 2010

Prefeitura do Apodi e Conab distribuem alimentos para famílias carentes





Um trabalho da Prefeitura do Apodi via Comissão Municipal de Defesa Civil e a Companhia Nacional de Abastecimento (CONAB/RN), vem garantindo a distribuição de alimentos para centenas de famílias do município atingidas pela seca verde.

O municipio de Apodi conta com uma população de mais de 37 mil habitantes, sendo que 46%, conforme registro do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), residem e trabalham na zona urbana. São aproximadamente dezoito mil habitantes que moram no perímetro rural apodiense e vivem na expectativa de conseguirem emprego, mas a característica do município é essencialmente agrícola e como ficou comprovado uma seca verde na região que causou impacto na produção de grãos, gerando uma carência em alimentos para os moradores da zona urbana e rural.

A Comissão Municipal de Defesa Civil fez um levantamento em parceria com os Conselhos de Bairros, Associações e Igrejas, que receberam as doações de acordo com o cadastro de cada Entidade.

No Bairro Malvinas: 140 famílias; Bairro Bacurau I: 66 famílias; Bairro São José: 170 famílias; Garilandia: 30 famílias; Bairro Bico Torto: 40 famílias; Pastoral do Idoso: 50 famílias; Pastoral da Criança: 50 famílias; Igreja de Cristo 100 famílias; Assembléia de Deus: 100 famílias e Oficina de Arte Vitoriam: 25 famílias. uma média de 7.500 kg de farinha, 1.300 kg de leite em pó e 7.500 kg de feijão.

"Precisamos ter um estoque estratégico para os meses vindouros de Outubro a Dezembro", argumentou Marcilio Reginaldo, Coordenador de Defesa Civil de Apodi.

Segundo ainda Marcilio Reginaldo, o quadro que se desenha em Apodi é complicado para quem trabalha na zona rural, com 54% da polução do município, cinco mil agricultores que dependem da Agricultura de subsistência.

A CONAB fez uma doação de 11 toneladas de Feijão e a Secretaria Municipal de Agricultura e Recursos Hídricos fez a distribuição aos Assentamentos e Associações.

As dificuldades já não são maiores na região da Chapada do Apodi, porque o inverno em 2008 e 2009 foi forte, deixando todos os pequenos reservatórios cheios, até mesmo aqueles com pequenas cabeceiras. “Esta água está sendo a salvação dos rebanhos bovinos e principalmente de caprinos”, diz o secretario de Agricultura, Eron Costa, alertando que os reservatórios são pequenos e não suportam mais do que cinco meses de estiagem. Já estariam chegando ao limite.

A prefeita da cidade, professora, Maria Goreti Silveira Pinto (PMDB), diante do quadro, já Decretou Estado de Emergência no município de Apodi, o que deve acontecer também nos demais municípios que ainda não providenciaram o mecanismo legal para receber ajuda dos governos do Estado e Federal.

O decreto permite, por exemplo, que o município seja beneficiado com o Programa Operação-Pipa, distribuição de cestas básicas do Ministério da Integração Nacional e Secretaria Nacional de Defesa Civil.
Ascom - Apodi

Um comentário:

  1. add o link do meu blog

    http://edsonoliveira2.blogspot.com/

    Édson Oliveira

    ResponderExcluir